sábado, 2 de agosto de 2014

Inteligência - parte III: O que é a Hipocrisia?

As vezes não sei se exagero quando falo que a hipocrisia humana passa dos limites. Talvez eu mesmo não tenha limites. Ou talvez a própria hipocrisia não tenha limites porque, por ser algo completamente abominável, não devia primeiramente nem ter existência, muito menos limites.

É tão raro encontrar outra alma perdida que entenda meus pensamentos. Ou talvez não seja raro: seja simplesmente impossível.

E é mais curioso ainda como analgésicos podem despertar a mais oculta força das palavras na alma. E, por outro lado, em outros humanos, mostrar a verdadeira face por tanto oculta: a face hipócrita.

Preferia um etanol.

Ou não.

Preferia o mais natural estado de espírito que pudesse revelar, encontrar, possuir. Queria estar presente em todos os cantos, com todas as informações disponíveis e o poder das palavras.

No fim, entretanto, o que me resta é o poder mais poderoso dentre os poderes: O Nada. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário