domingo, 3 de agosto de 2014

Loneliness - parte I

Estar sozinho é, na verdade, uma dádiva.

Nesse caso, as chances de se estressar com a presença, com o comportamento e/ou com a atitude inesperada de alguém são completamente nulas. É um incrível e único momento de reflexão e sabedoria é de estar na companhia da melhor pessoa do mundo: si próprio. É a hora de ter poder, estar no poder, de ser o poder.

Estar sozinho, portanto, é a melhor vontade que uma mente brilhante pode ter e a melhor virtude que uma alma pode querer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário